Mousse de Chocolate
Pavê de Limão: Taças de Chocolate 2 em 1
3 de dezembro de 2015
site_fe729108360bcc25588e9437bad18270
O que eles querem da vida?
3 de dezembro de 2015

Galinhada Republicana

galinhada

Quando Uma xícara e meia chega à casa, lá está ele. Inquieto e ansioso, do tipo que fala sem parar e às vezes parece que nem respira, cumprimenta e já começa a se preparar para enfrentar o fogão. Vai dobrando as mangas da camisa e se familiarizando com a cozinha. Como tinha adiantado, gosta de cozinhar ouvindo música caipira. Inspirado pelas mais variadas duplas sertanejas, Ricardo Augusto da Silva, engenheiro agrônomo, começa a preparar seu famoso prato, a Galinhada Republicana.

“Esse prato aqui a gente fazia na nossa república, geralmente nos domingos, dias em que estudávamos para as provas da semana”, lembra, revelando que o nome do prato, Galinha Republicana, deve ao fato de ser feita na antiga república que morava, nos tempos em que cursava a faculdade. “É fácil, sustenta e fica uma delícia”, garante. Na pia, mostra o frango, o ingrediente principal, frisando que a ave, assim como as música que embalam o preparo, deve ser caipira. Frango caipira.

shutterstock_105758468Segundo o nosso cheff, não vale ir no mercado comprar o frango. “Frango caipira, mão de obra caipira. Não vai no mercado não, porque os frangos que têm lá não são caipiras como esse daqui”, explica, apontando para ave que se encontra na pia. “Tem que ir no mato, pegar o bicho e ver sangrar”, destaca. O sistema é rústico, típico de quem é do meio, como ele que gosta da terra, da gente rural.

Ricardo comenta que o frango tem de estar cortado em pedaços. Os pedaços devem ser médios, após cortá-los, colocasse a ave na panela de pressão, juntamente com 2 tabletes de caldo de galinha (ou daquele que preferir) e água. “Água até encher a panela”, adverte o cozinheiro. Depois, leva-se ao fogo. A partir do momento que pegar pressão, mais 40 minutos de espera.

Enquanto esperamos, conversamos ao som das músicas sertanejas. Ricardo, que também é locutor de rádio, fala sobre rádio onde trabalha e mostra as músicas mais tocadas pela mesma. O tempo vai passando e mais amigos vão chegando para saborear a Galinha Republicana, que a primeira vista, não parece muito sedutora. “Vai ficar boa, vai ficar boa”, afirma o agrônomo.Passados os 40 minutos para o cozimento do frango, o cozinheiro armazena a água, que será usada no preparo do arroz, e retira a pele que envolve os pedaços da carne branca. Tira toda a gordura que acompanha a ave. Em seguida, desfia o frango.

Agora é a vez do arroz, 6 copos americanos. Na panela, colocam-se os 6 copos americanos de arroz, refoga-os com cebolinha e alho. Um pouco de sal. Acrescenta-se a água na qual foi cozida o frango. Para acentuar o sabor, mais 2 tabletes de caldo de galinha são adicionados. Por último, o frango desfiado.
Tampe a panela, abaixe o fogo e aguarde até o arroz ficar cozido. Pronto, o prato, antes pouco sedutor, abre o apetite de quem está por perto. O cheiro do arroz cozido junto ao frango impregna o apartamento, leva-nos à gula. A Galinhada Republicana é servida aos presentes, quase 10 pessoas. Por unanimidade, o prato é considerado delicioso – como havia garantido Ricardo.

Ingredientes

– 1 frango caipira

– 4 tabletes de caldo de galinha

– 6 copos americanos de água

– 6 copos americanos de arroz

– Cebolinha, alho e sal à gosto

 http://umaxicaraemeia.com.br